sábado, 12 de maio de 2012

POJUCA-BA: Prefeitura vai gastar mais de R$ 1 milhão com o São João

A Prefeitura de Pojuca, na Região Metropolitana de Salvador, vai investir R$ 1.042.700 na festa de São João deste ano. Em 2010, foram gastos pouco mais de R$ 630 mil com o evento. Em 2011, o investimento foi de R$ 707.400. Os números foram publicados no Diário Oficial da cidade.
Os vereadores de oposição questionaram o aumento exponencial na realização dos festejos juninos em ano de eleição. De acordo com a bancada, a prefeita Gerusa Laudano (PSD) tem deixado de investir em setores importantes para colocar recursos neste evento. Apesar não estar em “Situação de Emergência” em decorrência da seca, Pojuca, afirmam os edis, não vive seu melhor momento.
Para a gestora, os argumentos dos vereadores não são válidos. Gerusa lembra que ao assumir a cidade, em 2010, duas festas eram realizadas. “Havia o São João e a Micareta. Inclusive, sou penalizada porque não faço mais a micareta”. A prefeita diz ainda que se realizasse a outra festa seria questionada por fazer as duas. “Fazendo ou não ele iriam criticar”.
Gerusa afirma que trabalha com a possibilidade de tornar o São João da cidade uma festa tradicional e conhecida. “Nós pensamos na movimentação da economia. O comércio da cidade. Os hotéis já estão todos ocupados para o período da festa”, revela. No entanto, na opinião da oposição, as justificativas não resolvem a questão. 
Outro ponto levantado é o da variação. De 2010 para 2011, o aumento foi de R$ 67.800. Já de 2011 para 2012, o aumento foi de R$ 335.300. Em dois anos a festa passou a ser 163% mais cara. Gerusa entende o acréscimo como natural. “Até porque tem artistas diferentes”, disse à reportagem, contudo, a prefeita não revelou quais serão as bandas.
Para a vereadora Cristiane Costa (PP), a cidade tem outros problemas que deveriam ser resolvidos. “Destaco o reajuste dos servidores públicos, dos professores. Ao invés de ficar gastando com festa a prefeita poderia construir, por exemplo, a casa para tratamento de dependentes químicos que pedimos desde o início do mandato”, critica.
De acordo com Cristiane, os vereadores de oposição vão procurar os meios legais para denunciar esta farra com dinheiro público. O Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE) principalmente. “É a velha política do pão e circo. Ela tenta fazer com as pessoas esqueçam a péssima gestão que está fazendo”. Informações do Bocão News.

Nenhum comentário:

Postar um comentário